Profº Roberto Gondim pede desfiliação do PT.

Solicito ao Partido dos Trabalhadores de Jequié tornar pública esta solicitação, para todos os seus filiados. Sei que esta solicitação derivara várias interpretações, algumas mesquinhas, estas eu descarto, mas sem a pretensão de ser herói, alguns precisam assumir o papel de demonstrar em gestos e atitudes que ainda existem pessoas que não abre mão de seus princípios, que conservam seus valores e que não se deixam seduzir pelo poder.

 Atenciosamente

Ao Partido dos Trabalhadores – Jequié-BA

Venho pela presente, encaminhar solicitação de desfiliação do Partido dos Trabalhadores em caráter irrevogável e irretratável.

Acompanhei esse Partido por 12 anos de sua existência, travei trincheiras dentro da UESB, participei de alguns processos de eleição direta, tendo composto os seus quadros na condição de membro do seu Diretório Municipal e por duas vezes de sua Executiva, uma das vezes na condição de vice-presidente, colaborei na gestão Estadual dirigindo a DIREC 13 por duradouros quatro anos e meio, humildemente ajudei a pensar um projeto político que desse visibilidade ao Partido, trabalhando nas campanhas eleitorais, seja nas majoritárias ou proporcionais.

Destaco que, apesar das enormes contribuições, os últimos acontecimentos, que me eximirei de comentários, me impulsionam a tomar uma decisão drástica em minha atuação política, qual seja: deixar o partido dos trabalhadores. Os resultados deste acúmulo político e teórico precisa apontar sobretudo a esperança de um outro modelo de gestão política, o que é salutar, porque é da autodeterminação, auto-organização e responsabilidade de nossos agentes políticos que também depende a qualidade de vida de nosso povo.

Sinceramente, gostaria de estar redondamente errado e amanhã todos do partido pudessem zombar de minha atitude!!! juro que ficaria muito feliz, porém, o horizonte que se avizinha é muito sombrio e como na minhas veias ainda corre sangue vermelho, felizmente ainda não fui mordido pela mosca azul, seguirei o meu caminho, acompanhado de um conselho de Padre Zezinho, que minha amada mãe me ensinou desde cedo: “Não vou brincar de não ter sonhos se eu os tenho Sou da montanha e na montanha eu vou ficar Igual meus pais vou construir também meu ninho Mas não sou águia se lá em cima eu não morar. Tenho uma prece que eu repito suplicante Por mim, por meu irmão Dá-me esta graça de viver a todo instante A minha vocação Eu quero amar um outro alguém do jeito certo Não vou trair meus ideais pra ser feliz Não vou descer nem jogar fora o meu projeto Vou ser quem sou e sendo assim serei feliz.”

Jequié, 26/12/2012

Roberto Gondim Pires

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: