A SEMANA.

4 de novembro de 2012

Chegamos ao décimo primeiro mês do ano de 2012, novembro começa com a possibilidade de chuvas em Jequié e municípios da região. Antigamente isso eu escrevo há 50 anos atrás ainda se ouviam os mais velhos dizer: “estamos chegando ao período das chuvas de trovoadas”, eles queriam dizer que era as chuvas com relâmpagos e trovões. Ainda garoto morando na avenida Rio Branco, um vizinho amigo do meu pai Sr. Dozinho Camargo saia de sua residência para ir até a saída de Jequié na Suíça para ver se as chuvas estavam caindo lá para o lado de sua fazenda Cajazeira que existe até hoje e pertence ao seu filho Antenor Camargo Filho. Ia para lá porque a fazenda fica na região da caatinga onde as chuvas já eram mais difíceis e raras já que na região da mata as chuvas sempre caiam com mais abundancia. Na época pelo que consta não tínhamos o serviço de meteorologia que registrasse se teríamos ou não chuvas naquele dia. Hoje com os equipamentos rondando o nosso planeta Terra os satélites ficam mais fácil saber se terá chuvas e qual o período. Falando em chuvas o ciclone que passou por Nova York deixou um saldo de destruição grande, e uma pergunta que faço é: Porque os cientistas e técnicos não previam um ciclone daquela magnitude para a população ficar mais bem prevenida e protegida? Logo os americanos que tem os melhores e mais modernos equipamentos com toda sofisticação. Mas eles também falham. Voltando aqui para nossa região estamos acreditando que as chuvas virão para diminuir o sofrimento principalmente do homem do campo, a nossa zona rural na região da caatinga esta sofrendo muito é doloroso ver o gado morrendo de fome e sede. O que me preocupa é a situação aqui na cidade, porque quando chove é um Deus nos acuda, com ruas alagadas, bueiros entupidos, casas caídas muita lama e sujeira. Se não bastasse o que vem acontecendo neste final de administração pública municipal onde parou tudo em Jequié, são poucos os secretários que ainda estão trabalhando na verdade já existia secretário que esta a muito tempo sem trabalhar, só que o prefeito não quis criar problema para ele e deixou as coisas acontecerem o resultado é este que estamos assistindo hoje o povo de Jequié pagando um preço alto. Infelizmente vamos ter um final de ano ruim o que traz sérias conseqüências na vida econômica do município, resta pedir a Deus proteção que não piore mais ainda do que já esta. Tenham uma ótima semana e muita saúde…

Anúncios

Sepultado o jornalista Luiz Cotrim.

4 de novembro de 2012

O sepultamento do professor e jornalista Luiz Cotrim aconteceu na manhã de domingo (04.11.). O velório foi na Pax Internacional onde compareceram familiares e muitos amigos, algumas pessoas que estão fora da cidade em virtude do feriado de sexta-feira (02.11.) não chegaram a tempo homenagens foram prestadas no velório a Cotrim pelos relevantes serviços prestados a comunidade jequieense, Academia Jequieense de Letras e outras entidades lhe homenagearam. O enterro foi no cemitério de São João Batista em Jequié.


Cortejo funebre passou pela Av. Rio Branco no centro de Jequié. (Foto Agência AM)
Chegada do corpo de Cotrim ao cemitério São João Batista. (Foto Agência AM)
Momento do sepultamento no mosuleo da familia no cemitério São João Batista em Jequié. (Foto Agência AM)


Segunda prova do enem acontece hoje com redacao e matematica.

4 de novembro de 2012
O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) termina neste domingo (04.11.) com as provas de linguagens e matemática –com 90 questões– e mais a redação. Enem tem boato de cancelamento, e MEC aciona a PF Segurança e redação elevam custo da prova do Enem Na véspera do Enem, alunos focam em área de maior afinidade Aplicativo vai ajudar a calcular nota da prova do Enem Na prova objetiva, o participante deve responder às questões de língua estrangeira conforme a opção escolhida na inscrição –inglês ou espanhol. Não é permitido trocar a língua escolhida na hora da prova. Na redação, os estudantes devem ficar atentos às exigências do exame. O texto deve ser dissertativo e ter entre sete e 30 linhas. Para não zerar nesse quesito, o aluno não deve fugir ao tema proposto. Também terá nota zero o estudante que entregar a folha de redação em branco ou desenhos no lugar da dissertação. Na edição deste ano, a correção da redação será diferente. A prova agora será corrigida por dois avaliadores independentes. Se a nota final dada por eles tiver uma diferença de até 200 pontos, o resultado será a média aritmética entre elas.

CHUVAS: Jequié em situação de alerta em razão da dengue

4 de novembro de 2012

Postos de saúde do municipio deveriam esta preparados para atender as pessoas picadas pelo mosquito da dengue. (Foto Agência AM)

O município de Jequié está em situação de alerta em razão da dengue. O Decreto nº 12.745, assinado pelo prefeito Luiz Amaral, no último dia  19 de outubro, declara Jequié em Situação de Alerta, levando em consideração os índices de infestação predial e a possibilidade de o município enfrentar uma epidemia no verão que se avizinha. No mês de outubro, a Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB) divulgou a relação dos 10 municípios baianos com risco de enfrentar uma epidemia de dengue, da qual Jequié faz parte. No mesmo anuncio, a SESAB advertiu as autoridades municipais e a população em geral para a necessidade de adoção de medidas preventivas antes mesmo do início da próxima estação. O citado Decreto menciona medidas que devem ser tomadas com destaque para a mobilização da Secretaria Municipal de Saúde, no âmbito do Município, sob a coordenação da referida Secretaria e autoriza-se a requisição de apoio técnico e logístico de toda estrutura administrativa, direta e indireta, objetivando a prevenção, o combate e o controle à dengue. “A Secretaria Municipal de Saúde e os demais órgãos da Administração Pública Municipal, no âmbito de suas atribuições, deverão adotar todas as medidas que se fizerem necessárias ao restabelecimento da situação de normalidade, e fica autorizada a aplicação de Planos e Projetos existentes de Mobilização Social no Controle e Prevenção da Dengue, elaborado pelos setores técnicos do Ministério da Saúde e pelas Secretarias Estadual e Municipal de Saúde, no que couber”, destaca o decreto. Também autoriza a convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao combate à doença e a realização de campanhas junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população.


Algumas regiões do país estão sob ameaça de ficar sem combustível no fim deste ano.

4 de novembro de 2012

O movimento de veiculos em todas as cidades brasileiras é muito grande. (Foto Produção)

Para evitar o desabastecimento, ou atenuá-lo, o governo federal já começou a traçar um plano de emergência, que envolve a ampliação da capacidade de transporte e de armazenamento. As reuniões tiveram início em outubro, com técnicos do Ministério de Minas e Energia, Agência Nacional do Petróleo, Petrobras e representantes das distribuidoras e dos produtores de etanol. “Há uma grande preocupação com o curto prazo. O governo já sabe que será preciso um forte ajuste entre Petrobras e distribuidoras para que não ocorram problemas no fim do ano”, diz Antônio de Pádua Rodrigues, presidente da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), que participa das reuniões. Segundo avaliação do grupo, as regiões mais ameaçadas são o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste, além de Minas e Rio Grande do Sul. A perspectiva de colapso se deve a três fatores: 1) o consumo recorde de gasolina, que, em 2012, pela primeira vez passará de 30 bilhões de litros; 2) a falta de capacidade interna de produção; e 3) problemas de infraestrutura de armazenagem e distribuição. No fim do ano esse problema se agrava porque, historicamente, o consumo nos meses de novembro e dezembro é cerca de 10% superior à média registrada nos bimestres anteriores. Para acompanhar a alta da demanda interna, a Petrobras vem importando cada vez mais gasolina. Até setembro, foram 2,4 bilhões de litros, quase o triplo do registrado no mesmo período de 2011, segundo cálculos do Centro Brasileiro de Infraestrutura. A importação torna a distribuição mais complexa. O transporte da gasolina por navios, já sujeito a intempéries, sofre com a falta de infraestrutura dos portos, hoje sem espaço para atracação e armazenamentos.


Neymar da show de bola e marca três gols contra o Cruzeiro.

4 de novembro de 2012

Neymar comemora o terceiro gol no jogo contra o Cruzeiro. (Foto Produção)

Neymar sai para comemorar um dos três gols que marcou pelo Santos contra o Cruzeiro, no sábado (03.11.)). Com uma exibição de gala do jogador, Neymar teve seu nome gritado pela torcida adversária na goleada por 4 a 0 do Santos sobre o Cruzeiro. “Estou muito emocionado, dá até vontade de chorar, o que a torcida do Cruzeiro fez aqui para mim vou levar pela vida, hoje eu considero o Cruzeiro a segunda casa. A todos os Cruzeirenses obrigados pelo carinho”, afirmou Neymar.