Começou o Intermunicipal de futebol 2011.

31 de julho de 2011

A seleção de Jequié esta disputando o Campeonato Intermunicipal de Futebol, promovido pela Federação Baiana de Futebol que começou no domingo (31.07.). A seleção de Jequié dirigida pelo profº Toinho de Miguilino fez sua estréia contra a seleção de Jaguaquara jogo realizado no Estádio Municipal de Jaguaquara que tinha alguns anos que não disputava este certame, o resultado do jogo foi o empate em 1 a 1. No outro jogo da chave uma vitoria da seleção de Jitauna jogando fora de casa vencendo a Itiruçu por 2 a 1 no Estádio Municipal de Maracás. Um dos destaques desta primeira rodada foi a goleada da seleção de Itagibá que venceu a seleção de Ituberá por 6 a 0.

Anúncios

A SEMANA

31 de julho de 2011

Acabou…acabou… o sétimo mês do ano de 2011, já estamos no segundo semestre deste ano, e se fizermos uma avaliação do município de Jequié nada mudou em comparação ao primeiro mês do ano (janeiro). É mesmo lamentável saber que estamos parados no tempo, uma proposta que foi colocada pela atual administração municipal de resgatar a posição deste município que um dia foi a “Capital do Sudoeste” apesar de não ser parte desta região do estado da Bahia como afirmam os “entendidos” em geografia até agora não aconteceu nada em termos de recuperação do tempo perdido, Pois bem estamos parados e olhe lá se não regredimos, porque as noticias que chegam de outros municípios da Bahia é que o desenvolvimento esta seguindo mesmo em marcha lenta, pude atestar isso quando passei recentemente pelo município de Paulo Afonso o maior fornecedor de energia elétrica do Nordeste. A vinda do poliduto da Petrobrás para Jequié seria a grande redenção, o que aconteceu foi o aumento na receita do município mais desenvolvimento nenhum, o povo continua sendo enganado sem ter opções de emprego, um melhor atendimento na saúde e melhoras na educação é mesmo lamentável.  Agora é a ferrovia que estão dizendo por ai que vai ser a grande redenção do município de Jequié outro engodo que vai ser usado no próximo ano com vários pais da criança, é sempre assim uma forma fácil de continuar enganando o povo bom desta terra que continuam pacatos e ordeiros. Na política as especulações de nomes que podem sair candidatos a prefeito e vice-prefeito desta terra abençoada por Deus será que estamos mesmos no caminho certo? Não vou alongar mais com este comentário semanal, ainda de férias prefiro aguardar os acontecimentos, com fé em Deus ainda tenho esperanças que alguma coisa boa vai acontecer para este nosso povo bom. Tenham todos uma ótima semana e muita saúde…


Sorteio da Copa do Mundo no Brasil não foi as mil maravilhas.

31 de julho de 2011

Autoridades presentes ao sorteio no Rio de Janeiro. (Foto Prtodução)

 Cinco dias e R$ 30 milhões de dinheiro público depois, o Brasil passou pelo primeiro grande teste da Copa do Mundo de 2014. E o resultado só não foi pior porque o Comitê Organizador Local (COL) contou com o precioso auxílio de alguns de seus patrocinadores e, principalmente, das três esferas governamentais A começar pelo dinheiro para realizar o sorteio preliminar do Mundial, primeiro grande evento do torneio que aconteceu no país, no sábado (29.07.), na Marina da Glória. Para garantir que a cerimônia acontecesse no Rio de Janeiro, os governos municipal e estadual tiveram de abrir os cofres e pagaram R$ 15 milhões cada. O dinheiro foi para a Geo Eventos, ligada à Rede Globo, e responsável pela organização. Nem só com verba pública foram feitas as ajudas governamentais. Apesar de a presidente Dilma não estar em sintonia com Ricardo Teixeira, o governo federal permitiu que o aeroporto Santos Dumont fosse fechado por quatro horas para que o barulho dos aviões não atrapalhasse na transmissão do sorteio. Além disso, policiais rodoviários de todo o Brasil foram convocados para fazer a escolta dos principais dirigentes da Fifa e de uma seleta lista VIPs. Dessa forma, o presidente Joseph Blatter e o secretário-geral Jerome Valcke, por exemplo, ganharam proteção de oito batedores para circular pela cidade, esquema utilizado apenas para a presidente da República. Os demais “contemplados” (um grupo de 25 vips) tinham a companhia de quatro motocicletas, que fechavam o trânsito para a passagem da comitiva. Uma maneira de furar os congestionamentos, mesmo que isso irritasse os motoristas “comuns”. Apesar de todos esses apoios, o sorteio ainda teve de driblar outros contratempos. E, para isso, a Fifa contou com a colaboração de seus patrocinadores. Na área da Marina da Glória, por exemplo, o sinal de telefonia celular é praticamente inexistente. A Oi, parceira do COL, instalou duas antenas próprias e, após muitas reclamações, distribuiu chips para jornalistas e convidados.


Eleições neste domingo (31.07.)

31 de julho de 2011

Neste domingo (31.07.), os 161.133 eleitores de Magé (RJ) devem voltar às urnas para a escolha do novo prefeito e vice, que ficarão no cargo apenas até o final do próximo ano. A nova votação faz parte do que já pode ser considerado um calendário eleitoral paralelo no Brasil. Desde 2009, quando teve início a atual legislatura municipal, o país já registrou 153 eleições suplementares, o que dá a média de 1,1 nova votação por semana. A média é quase cinco vezes maior que à da gestão passada (2005-2008). Cada eleição suplementar segue o mesmo rito de uma votação comum, com calendário próprio (a votação acontece sempre aos domingos), campanha eleitoral e convocação de mesários e eleitores. No caso de Magé, a prefeita Núbia Cozzolino (PR) foi cassada por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação na campanha eleitoral ainda em 2008. Recorreu até a última instância, quando foi derrotada no início do ano. Na nova eleição, seis chapas – uma delas apoiada pela ex-prefeita – estão na disputa. Todos os eleitores são obrigados a votar, assim como nas eleições tradicionais. Por conta do clima tenso, forças federais vão dar segurança durante a votação. Não há estatísticas oficiais sobre os principais motivos que levam prefeitos eleitos a serem cassados. Mas somente em 2009, ano em que os prefeitos assumiram os cargos após as vitórias em outubro do ano anterior, foram 76 eleições suplementares realizadas. No ano passado foram mais 50, enquanto 2011 já registra a marca de 27. Além dessas eleições que já ocorreram este ano, outras três (duas no Ceará e uma Piauí) já estão marcadas para agosto e setembro, além da que ocorre hoje no Rio de Janeiro. O Nordeste é o campeão em eleições suplementares, com 59 retornos às urnas em dois anos e sete meses de legislatura. O Sudeste vem em seguida, com 39. Minas Gerais é o Estado recordista em novas votações, com 24 eleições suplementares. Proporcionalmente à quantidade de municípios, o Piauí, com 18 eleições suplementares nos 229 municípios, tem média de uma eleição para cada 12 cidades.


Deu na A Folha…

30 de julho de 2011

O jornal semanário A Folha que circula em Jequié e outros municípios da Bahia. Na sua edição de sexta-feira (29.07.) traz muitas matérias interessantes e no campo político algumas novidades como a possibilidade do atual vice-prefeito Eduardo Lopes (PSB) vir a ser o candidato a prefeito de Jequié em 2012. A hipótese já existe há muito tempo só que as dificuldades para fechar os apoios ainda é grande mesmo porque as eleições ainda estão a mais de um ano, já o deputado estadual Euclides Fernandes (PDT) disse para a reportagem do jornal A Folha como já tinha dito para este blog que não pretende sair candidato a prefeito de Jequié em 2012 por alguns motivos. Tudo esta dependendo da posição do atual prefeito de Jequié Luiz Amaral (PMDB) em dizer se vai sair candidato a reeleição ou não para outras lideranças que estiveram juntos na eleição de 2008 tomarem alguma decisão.


Vice na pauta do dia.

30 de julho de 2011

Já estão colocando nomes na praça como prováveis candidatos a vice-prefeito de Jequié nas eleições de 2012, mesmo sem ainda saber quem será o candidato a prefeito. Sergio da Gameleira seria um nome na formação de um “chapão”, Eduardo Lopes poderia vir a ser novamente um nome para somar a depender de quem seja o candidato a prefeito, a  candidata a prefeita do PP Tânia Brito não descarta a possibilidade de vir a ser candidata a vice-prefeita, vereador Edinael Almeida atual presidente da Câmara Municipal de Jequié, vereador Euclides Fernandes Júnior o secretário de Desenvolvimento Economico Fabricio Borges e os jornalistas Wilson Novaes Júnior e Ari Moura. O momento é mesmo de especulações.


Tarifa Social da Coelba. Diminua sua conta de energia eletrica.

30 de julho de 2011

As famílias com renda mensal de até meio salário mínimo, que possuam Número de Inscrição Social do Governo Federal (NIS) e consumo médio de energia nos últimos 12 meses superior a 65 kWh devem procurar a Coelba até o mês de agosto para efetuar o cadastramento da Tarifa Social. Por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), todos os clientes residenciais com este perfil têm deve se recadastrar para manter o subsídio tarifário, que concede descontos de até 65% na conta de energia. Para isso, basta o consumidor se apresentar em qualquer agência da Coelba munido de um documento de identificação com foto, CPF e o NIS. Atualmente, a Coelba possui 377 mil clientes com esse perfil de consumo. A concessionária estima que, com os novos critérios, cerca de 100 mil clientes perderão o benefício.